hello world!

Contratar um Advogado de Família no Porto

Encontrar um advogado de família no Porto pode ser uma tarefa complicada. Se precisa de um especialista na área de direito familiar, entre em contacto com a nossa equipa para que possa ser auxiliado por um advogado especializado.

Porto Advogados Portugal

Quando surge a necessidade de lidar com questões familiares delicadas, como divórcio, guarda de filhos, pensão alimentícia e regulação das visitas, é essencial contar com a orientação e assistência de um Advogado de Família especializado. No Porto, a Porto Advogados é a escolha ideal para garantir a representação jurídica adequada nessas situações.

Ao contratar um Advogado de Família no Porto, você terá acesso a uma equipe dedicada e experiente, composta por profissionais altamente qualificados no campo do direito de família. Eles entendem as complexidades emocionais e legais envolvidas nesses assuntos e estão prontos para fornecer a assistência necessária para proteger seus direitos e interesses.

A Porto Advogados possui vasta experiência em lidar com uma ampla gama de questões familiares, desde processos de divórcio até questões de guarda e visitação. Eles irão ouvir atentamente suas preocupações, analisar sua situação de forma individualizada e desenvolver estratégias legais personalizadas para atender às suas necessidades específicas.

Ao contratar um Advogado de Família na Porto Advogados, você poderá contar com um profissional que irá auxiliá-lo em todas as etapas do processo legal. Eles irão preparar a documentação necessária, representá-lo em negociações e audiências, e defender seus direitos perante os tribunais, se necessário.

Além disso, a Porto Advogados valoriza a comunicação aberta e transparente com seus clientes. Eles irão fornecer orientações claras sobre os procedimentos legais envolvidos, explicar suas opções e ajudá-lo a tomar decisões informadas.

Ao contratar um Advogado de Família da Porto Advogados no Porto, você estará garantindo que seus interesses e direitos sejam protegidos da melhor maneira possível. Sua equipe dedicada está pronta para oferecer o suporte necessário e ajudá-lo a alcançar soluções justas e equitativas em questões familiares.

Portanto, se você está enfrentando questões familiares complexas e precisa contratar um Advogado de Família no Porto, não hesite em entrar em contato com a Porto Advogados. Eles têm a experiência e o conhecimento necessários para guiá-lo através desses processos legais desafiadores e oferecer a assistência jurídica especializada de que você precisa para proteger seus interesses e garantir o bem-estar de sua família.


Quando se entra na carreira de Direito, há muitas áreas em que se pode especializar. Se está interessado em tratar de assuntos relacionais, então pode considerar tornar-se um advogado de família. Aqueles que seguem este tipo de carreira profissional de Direito trabalham numa grande variedade de casos, normalmente envolvendo grandes emoções e grandes expectativas. Neste artigo, vamos explicar como se pode tornar um advogado de família e o que esperar desta carreira.

O que é um advogado de família?

Um advogado de família é um profissional legal que trabalha em casos relacionados com a família. Muitas vezes, estes casos envolvem divórcio, disputas domésticas, bem-estar da criança, adoção, custódia e anulamento. Quando trabalha como advogado de família, é responsável por representar o seu cliente e ajudá-lo a navegar numa variedade de situações legais. Pode ter que lidar com casos de cônjuges, membros de família ou um guardião que representa uma criança.

O que faz um advogado de família?

Cada vertente de praticar a lei vem com os seus seus próprios desafios e expectativas. O advogado de família é responsável pelas seguintes tarefas:

  • Aconselhar e consultar os clientes em procedimentos legais;
  • Atuar como um representante para os seus clientes dentro do processo legal;
  • Construir um caso em nome do seu cliente para apresentar no tribunal;
  • Usar provas e pesquisar para encontrar uma posição favorável para o seu cliente;
  • Ajudar famílias e cônjuges a chegar a um consenso mútuo ou compromissos;
  • Falar com testemunhas principais e outros indivíduos envolvidos num caso;
  • Viajar para se encontrar com os clientes e outros profissionais legais;
  • Participar em audiências do tribunal para defender a  alegação do seu cliente ou chegar a um consenso;
  • Preencher formulários para mandar para o tribunal da família.

Porto Advogados Portugal

Que capacidades tem que ter para se tornar um advogado de família?

A área legal em geral requer capacidades de comunicação excepcionais, enquanto trabalhar com famílias requer a capacidade de conectar-se e relacionar-se com os outros a um nível humano. Portanto, os advogados de família precisam das seguintes capacidades para serem bem sucedidos: 

1. Pensamento Analítico

Uma parte importante do seu trabalho é olhar para evidências e informações para chegar a uma conclusão que sirva ao seu cliente. Os advogados de família usam a sua capacidade de pensamento analítico de forma a chegar a soluções. Os casos de família podem ser bastante complexos e emocionais, pelo que é importante usar a capacidade de pensamento analítico para descobrir o que é melhor para toda a gente envolvida.

2. Comunicação

Ao trabalhar como advogado de família, vai usar a sua capacidade de comunicação todos os dias. Desde escrever documentos importantes até falar em tribunal, a sua comunicação escrita e verbal são uma importante parte para transmitir as suas ideias e argumentos de forma clara. Ter uma forte capacidade de comunicação pode ajudá-lo a conectar-se com os clientes e a construir um caso sólido para eles.

3. Empatia

Quer casal esteja a lidar com um divórcio dramático ou com uma adoção alegre, as emoções podem ser muito fortes no tribunal da família. Enquanto os advogados de família precisam de permanecer lógicos e seguir os procedimentos legais, também é importante tratar os seus clientes com empatia. Ter capacidades de empatia significa que consegue entender como alguém se está a sentir em certas situações. Mesmo que não seja um terapeuta, precisa de representar uma presença confortável a trabalhar nesta carreira.

4. Negociação

Em relação a casos do tribunal, há imensa negociação envolvida. Isto é especialmente verdade ao trabalhar com divórcios ou casos de custódia. Ter capacidades fortes de negociação é uma parte importante para assegurar ao cliente um tratamento correto no tribunal. Muitas pessoas envolvidas nos casos de tribunal de família estão em situações vulneráveis, especialmente crianças, fazendo com que seja importante que o advogado consiga um bom caso conforme as necessidades do cliente.

5. Organização

Os advogados de família trabalham com imensa papelada e documentos importantes. Ter capacidades de organização pode ajudar a manter tudo em ordem. Além de facilmente ser possível o acesso aos ficheiros, manter-se organizado assegura que se está a proteger a privacidade dos seus clientes. Tenha sempre a certeza de que a informação confidencial só vai para partes autorizadas.

6. Pesquisa

Mesmo que o cliente lhe providencie informação útil, irá precisar de usar as suas capacidades de pesquisa para perceber na totalidade toda a situação com que está a lidar. Ao pesquisar, pode encontrar evidências úteis e testemunhos chave. Até pode usar as suas capacidades de pesquisa para conduzir entrevistas com pessoas envolvidas no seu caso. Perguntar as questões corretas é uma parte importante para descobrir a informação de que necessita de forma a servir da melhor forma o seu cliente.

7. Gestão do stress

Apesar de ser importante ter empatia para servir os seus clientes, também precisa de ter uma capacidade de gestão de stress de forma a separar-se de situações que se sobressaem. Os advogados de família têm que ter a habilidade de ter um equilíbrio entre a vida do trabalho e a vida pessoal de forma a evitar o esgotamento. A gestão de stress é também uma capacidade importante para se ter no tribunal. Mesmo quando as situações se tornam intensas, tem que arranjar maneira de manter a postura e continuar a servir o seu cliente.

8. Gestão de tempo

Os procedimentos do tribunal tendem a ser sensíveis ao tempo gasto, o que significa que precisa de capacidades que o ajudem a priorizar o seu trabalho. Tendo a capacidade de gestão de tempo, pode cumprir tempos limite importantes e submeter toda a sua documentação a tempo. Mantenha em mente que quando é um advogado de família, as coisas irão surgir a toda a hora. Isto significa que precisa de ser capaz de ajustar o seu horário de acordo com a situação.

Advogados Porto Ajuda Especializada

Como se tornar um advogado de família

Praticar Direito em alguma área específica vem com licenciamento específico e com expectativas académicas. Se quer tornar-se num advogado de família, então tem que seguir estes passos:

1. Tirar a licenciatura

Antes da Faculdade de Direito, precisa de ter a licenciatura. Enquanto algumas escolas de quatro anos oferecem o programa de pré-Direito, há outras áreas de estudo que pode seguir durante o seu curso. Os estudantes que se preparam para a Faculdade de Direito tendem a fazer o mestrado em justiça criminal, psicologia, sociologia ou governo. O curso que tira pode, também, prepará-lo para a Faculdade de Direito. Considere frequentar cursos que o ajudem a melhorar a sua comunicação e as capacidades de falar em público.

Durante o seu curso, há algumas coisas que pode fazer para se preparar para a Faculdade de Direito. À medida que tira cursos relevantes, pode usar esse tempo para construir relações significativas com os seus aconselhadores académicos e professores. Ao ter estas conexões, pode ter uma grande quantidade de pessoas qualificadas que pode escolher quando precisar de uma carta de recomendação para a sua aplicação à Faculdade de Direito.

2. Passar no Teste de Admissão

Para entrar na Faculdade de Direito é necessário passar no exame de Admissão da Faculdade de Direito. A maioria dos advogados de família aspirantes fazem este exame a caminho do fim do seu curso. As questões no exame estão designadas para testar as suas capacidades lógicas e analíticas. Pode preparar-se para o exame fazendo cursos de estudo e praticando.

Em conjunto com uma nota favorável no exame, a maioria das Faculdades de Direito requerem que submeta cartas de recomendação, uma declaração pessoal e o pagamento da inscrição. Ter uma nota alta acima da média durante o seu curso e uma nota alta no exame pode melhorar as suas hipóteses de entrar na Faculdade de Direito.

Advogado de Família

3. Completar a Faculdade de Direito

Quando estiver à procura de uma Faculdade de Direito para se inscrever, assegure-se de que esta é credenciada. À medida que participa na Faculdade de Direito, irá trabalhar no sentido de tirar o seu doutoramento. Vários programas de Faculdades de Direito duram cerca de três anos. Durante o seu primeiro ano, irá aprender sobre todos os tipos de tópicos. Ao progredir para o seu segundo e terceiro anos de escola, terá a chance de se matricular em cursos de nível avançado. Esta é a sua oportunidade de se tornar bem informado sobre tópicos da lei da família, tais como divórcio, adoção, custódia, bem-estar de crianças e casamento.

Durante o seu último ano na Faculdade de Direito, vai ter de fazer o exame de Direito. Este é um teste que é administrado de forma a determinar se sabe o suficiente sobre Direito para se tornar um advogado licenciado. À medida que se prepara para o exame de Direito, pode trabalhar em ganhar experiência relevante em direito da família para se tornar um melhor candidato contratável depois da graduação. Muitos estudantes de direito da família participam em clínicas de direito da família e fazem estágios em firmas de direito da família.

4. Obter uma licença de Direito

Assim que se licencia da Faculdade de Direito, é tempo de fazer o seu exame de Direito. Dependendo das regras do seu país, pode precisar de fazer uma série de exames que podem demorar alguns dias. Alguns desses exames vão incluir questões de escolha múltipla, enquanto outros podem ter questões de desenvolvimento. Quando passar nos exames e submeter tudo, é oficialmente um membro de Direito do seu país.

5. Acumular créditos de educação de forma contínua

Mesmo depois de acabar todos os cursos e os testes licenciados, pode precisar de continuar a ganhar créditos de educação ao longo da sua carreira de maneira a manter a licença para praticar Direito. Pode ganhar continuamente créditos de educação indo a conferências, seminários ou palestras. Pode também ganhar créditos ao completar um curso presencial ou online.

6. Considerar educação adicional

Mesmo que ganhar um diploma adicional não seja necessário para advogados de família, é uma ótima maneira de seguir ainda mais oportunidades de carreira. Pode descobrir que, fazendo um mestrado em Direito, é um candidato mais apto para posições em Direito de alto nível. Alguns destes programas permitem-lhe especializar-se em direito da família, para que possa expandir o seu conhecimento do ramo.

NOTA: A informação contida neste artigo é proveniente da tradução de um artigo original não referente a Portugal. Para informações relacionadas com Portugal deve consultar um especialista nacional ou o site da Ordem dos Advogados.

LIGUE-NOS JÁ
Advogados Porto

Fale com a nossa equipa

Entre em contacto com os melhores advogados do Porto
AGENDAR REUNIÃO
Ligue-nos Já